Bruno ‘Goku’ explica troca de gestão no Flamengo Esports: “Vimos a merda chegando”

O Flamengo segue fazendo seu nome no mundo dos esportes eletrônicos. São cinco finais (uma do Cirtcuito Desafiante e quatro do CBLOL) consecutivas e um título, no segundo split do Campeonato Brasileiro de League of Legends, em 2019. Um dos destaques da equipe, o midlaner Bruno “Goku” Miyaguchi, concedeu entrevista ao portal The Enemy e abriu o jogo sobre a troca de gestão – que era inteiramente do Mais Querido, depois foi dividida entre três partes e hoje está sob responsabilidade da empresa americana Simplicity Esports.

— Quem teve mais problemas foi o Djoko, que era técnico e depois teve que gerenciar e fazer a ponte entre a Simplicity e a gente, ficando sobrecarregado. Óbvio, teve o problema do coronavírus que tirou o office da gente, e tivemos que treinar aqui da minha casa. Mas tirando isso, não fui impactado. Os jogadores trocaram ideia, mas já era algo esperado. Não posso entrar em detalhes, mas vimos a merda chegando, pode-se dizer. Falamos tipo “a Simplicity sabe?”, “não, não sabe, mas uma hora vai saber”. Quando descobriram os problemas, aí que aconteceu tudo.

Na ocasião da última final, o Mengão enfrentou a KaBuM! Esports e perdeu por 3 a 0, numa série que ficou marcada pela falta de objetividade da equipe. Bruno “Goku” explicou que o treinador (Stardust) tinha sido demitido, Djoko assumiu um papel diferente e o analista ficou responsável pela montagem dos drafts.

— O Djoko até se afastou um pouco do coaching e isso ficou nas costas do Flanalista, então estávamos com praticamente com um técnico e meio, já que o Djoko às vezes aparecia para dar um pitaco. Trabalhar assim falta algo, comissão técnica. Não criticando o trabalho do Flanalista, que é um ótimo técnico e fez um bom trabalho nesse Split, mas falta mão de obra. A gente, depois que começou a treinar de casa, o time foi reduzido pela metade. Tínhamos 18 pessoas trabalhando no LOL, e depois dessas trocas tinha tipo oito. Demitiram o Stardust, os reservas, pessoas no gerenciamento do time, a Team One saiu (…). Temos o LUSKKA e o Asta que são nossos reservas, mas são inativos, não treinam com a equipe.

Ainda não se sabe se o atual elenco permanece defendendo as cores do Flamengo. Bruno “Goku” e Filipe “Ranger”, destaques do time, possuem mais um ano e meio de contrato. A segunda etapa da competição começa no próximo dia 06 de junho. A janela de transferência abriu no dia 10/05 e vai até o dia 25/05.

Retirado de: Coluna do Flamengo