Ex-Flamengo, José Neto é eleito melhor treinador da história do NBB e demonstra gratidão por homenagem

O Novo Basquete Brasil (NBB), maior competição nacional da modalidade, teve a temporada 2019/2020 cancelada devido à pandemia mundial da Covid-19. Em meio a isto, a Liga Nacional de Basquete (LNB), entidade responsável pela realização do torneio, criou uma votação popular através das redes sociais. O objetivo da liga era montar a ‘Seleção da História do NBB’ por escolha do público. Com 53,45% dos votos, o técnico eleito foi José Neto, ex-treinador do Flamengo, atualmente no comando da Seleção Brasileira Feminina.

Neto concorreu com nomes como: Guerrinha (28,80%), Paulo Chupeta (6,66%), José Vidal (5,78%), Demétrius Ferracciú (2,01%), Gustavo de Conti (1,88%) e Lula Ferreira (1,38%). Em seu perfil no Instagram, o ‘coach’ aproveitou para deixar uma mensagem de agradecimento por todos os votos que recebeu, além dos clubes que comandou. O treinador resumiu seu sentimento em uma palavra: “Gratidão”.

Leia também: Presidente do Atlético-GO pede a Rodolfo Landim que tente intervir para volta do futebol em Goiás

“Gratidão é um dos sentimentos que mais valorizo e que quero manifestar agora! Sou muito grato a todos que deram seu voto para que eu pudesse receber essa homenagem. Sou grato a minha família que sempre apoiou todas as minhas decisões e me dá forças nos momentos mais difíceis e me da motivos pra ser feliz! Sou grato a todos das comissões técnicas que trabalharam comigo nas CTs dessas temporadas em que estive no NBB. Ao Flamengo e Joinville por confiarem em meu trabalho. Todos os jogadores destas equipes que executaram com dedicação as propostas apresentadas. Aos torcedores que nos empurravam sem cessar em direção aos nossos objetivos. Grato também ao NBB por realizar essas competições”, dizia parte da publicação.

Neto ficou no comando do Orgulho da Nação por seis anos, de 2012 a 2018. À frente do FlaBasquete, o treinador tem no currículo, quatro títulos de NBB (2012/2013, 2013/2014, 2014/2015, 2015/2016), um Mundial de Interclubes (2014), uma Liga das Américas (2014) e cinco títulos Estaduais (2012, 2013, 2014, 2015, 2016). Pela Seleção Brasileira Feminina, com menos de quatro meses de trabalho o treinador foi campeão dos Jogos Pan-Americanos de 2019 e levou o terceiro lugar da Copa América, no mesmo ano.

Fonte: Coluna do Fla